Projeto urbano para área portuária de Porto Alegre

O estudo do b729 Fermín Vázquez Arquitectos, autor do Mercado dels Encants (atualmente em construção) e da Torre Agbar junto a Jean Nouvel Ateliers, em colaboração com Jaime Lerner Arquitetos Associados, levará a cabo a revitalização da frente portuária de 2,5 km de comprimento em Porto Alegre. O projeto tem como objetivo transformar o denominado Cais Mauá, atualmente em desuso e decadência, em centro de negócios, cultura e lazer com motivo da Copa do Mundo de 2014. O plano tem um custo estimado de R$ 500 milhões e permitirá dinamizar a antiga zona portuária.

A intervenção se realiza sobre uma área de 181.000 metros quadrados em que se inserta um “business park”, alem de um hotel e um centro comercial projetado segundo os conceitos de sustentabilidade. Ainda, o projeto contempla as transformações dos antigos galpões do porto – construídos em 1920- em espaços de restauração e comercio, guardando a imagem original das edificações portuárias. A atuação arquitetônica toma especial atenção a respeito do patrimônio histórico e dos edifícios a serem reabilitados, ao mesmo tempo em que tenta se basear no uso responsável dos recursos naturais.

O governo do estado do Rio Grande do Sul promoveu uma licitação da concessão privada e da exploração para transformar a zona do antigo porto ao Consorcio Porto Cais Mauá do Brasil S.A.. Esta sociedade está liderada por uma empresa espanhola Landside, que agrupa as companhias SPIM, GIS Trade Center, Proactiva, Iberosport e Contern. O modelo de concessão estipula o período de exploração de 25 anos.
A transformação da frente portuária de Porto Alegre persegue três objetivos principais: restabelecer a relação direta e humana com o rio Guaíba, reabilitar o patrimônio historio e cultural. Assim como reforçar o caráter do espaço publico da cidade. B720 Fermín Vázquez Arquitectos trabalhará em colaboração com o escritório Jaime Lerner Arquitetos Associados para o desenvolvimento deste ambicioso projeto arquitetônico e urbanístico que se articula em 3 setores.

Armazéns

Um quilômetro e meio de galpões restaurados. Reabilitam-se os antigos galpões do principio do século XX para dotá-los a um uso tanto publico como privado. A potente imagem dos telhados inclinados dos galpões portuários se repete regularmente ao longo do percurso sobre o cais, formando parte do patrimônio da cidade.

Docas

Nova zona de negócios e lazer para a sede do Mundial de 2014. O projeto reconverte o cais em desuso em um âmbito de novas edificações para negócios e lazer. A zona do antigo cais será contemplada com um palácio de congressos, escritórios, locais comerciais e um hotel – edifícios de grande altura.

 

Gasômetro

Cuidadosa reabilitação do edifício histórico e edificações sustentáveis. Projeta-se um novo centro comercial seguindo critérios de integração paisagística com uma coberta ajardinada que proporcionará um compartimento energético excelente através de sua materiabilidade. Alem disso, a antiga central elétrica- denominada Gasômetro – se reconverterá para acolher atividades de lazer.
Fonte: Plataforma Urbana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s