Grupo Risco + vídeo: Com quantos quilos de medo se faz uma tradição?





O Grupo Risco foi formado em 2004 por estudantes do curo de Arquitetura e Urbanismo da Unicamp (SP), até então envolvidos com o movimento estudantil. Com a expectativa da conclusão da graduação, este grupo de alunos se reuniu com o desejo de expandir a militância para fora dos muros da universidade.

Continue lendo e veja o vídeo clicando abaixo.


Partindo dessa idéia, se aproximaram dos movimentos de Luta por Moradia de São Paulo e sairia daí o contato direto com os problemas da habitação. Fizeram uma primeira aproximação com a FLM (Frente de Luta por Moradia), entrando em contato com a ocupação Plínio Ramos, localizada no centro de São Paulo, do MMRC (Movimento de Moradia do Centro). O objetivo inicial era assessorar a ocupação tecnicamente, porém a reintegração de posse foi expedida e cumprida com extrema violência policial. O grupo decidiu apoiar a resistência dos moradores e registrou em vídeo os acontecimentos do despejo. A edição do material gerou um pequeno vídeo Com quantos quilos de medo se faz uma tradição? (veja abaixo) de denúncia da força do Estado contra a população (ver texto Homenagem a Fontana em Tempos de Guerra – http://gruporisco.org/drupal/node/12)


Para dentro dos muros da universidade, o vídeo teve uma relevante repercussão, levantando questões sobre o direito à moradia e à cidade. Além disso, também foi organizada, em conjunto com o CACAU (Centro Acadêmico do Curso de Arquitetura e Urbanismo), a V Semana de Arquitetura da Unicamp, com a presença do Prof. Flávio Villaça, membros do coletivo de arquitetos Usina e lideranças dos grupos de Direito à Moradia, onde os alunos puderam discutir ainda mais esse assunto.

Após a ocupação Plínio Ramos, atuaram junto à Prestes Maia, do MSTC (Movimento Sem Teto do Centro), também vinculada à FLM, sobre a qual produziu um vídeo. Ampliou sua participação junto a outros movimentos, como o MTST (Movimentos dos Trabalhadores Sem Teto) em Campinas (Ocupação Frei Tito) e Sumaré (Acampamento Zumbi dos Palmares) e MST (Movimento dos Trabalhadores sem Terra) em Campinas (Ocupação Elisabeth Teixeira), dando continuidade à assessoria técnica e audiovisual.

Para além da luta por moradia, o Grupo elaborou o projeto arquitetônico da Cooperativa de separação de materiais recicláveis, na periferia de Campinas – SP, junto às cooperadas e à ITCP-Unicamp (Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares). Também realizou estudo arquitetônico para o cineclube do Instituto Pólis, no térreo do edifício sede do instituto. Ambos projetos não foram construídos.

Contudo, conforme os anos passavam, os membros começavam a se graduar e sentir as dificuldades de manter as atividades do grupo ao mesmo tempo que tinham que atuar no mercado de trabalho para sobreviver. Para que o grupo não se dissolvesse e pudesse continuar trabalhando junto, decidiram criar um CNPJ para que fosse possível participar de licitações e oferecer trabalhos voltados, principalmente, ao campo do urbanismo. Atualmente estão trabalhando principalmente com Planos Municipais de Habitação de Interesse Social, e buscando novas áreas de atuação para que possam seguir trabalhando. Além disso, o processo de rebater a atuação do grupo junto aos movimentos sociais dentro da universidade continua acontecendo, com a produção de duas monografias de graduação na Unicamp e duas dissertações de mestrado na USP.

O mais importante a destacar é que o Grupo Risco surgiu porque os alunos não ficaram de braços cruzados e não aceitaram as deficiências acadêmicas. Mesmo com as dificuldades que enfrentam, dentro da lógica do mercado, eles buscam se manter ativos e produzir trabalhos de qualidade para que fazer diferença nos contextos urbanos e na realidade de pessoas destituídas dos direitos à moradia e à cidade, problematizando  o próprio campo da arquitetura e do urbanismo que conhecemos e aprendemos em nossas universidades.


Agradecimentos: a Kaya Lazzarini e ao Grupo Risco por terem a disposição e a paciencia de escrever aqui para o Ensaios Fragmentados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s