A corrente que revitalizou Seul

Tal como o “Minhocão” em São Paulo, em Seul também havia uma autopista elevada que percorria quilômetros da cidade e ainda por cima cobrindo um afluente do rio Cheonggyecheon, construída em 1976. Este canal, no entanto, servia originalmente como local de lavagem de roupa pelos moradores que depois da construção da autopista foi fechado e enclausurado, para que se convertesse em uma das autopistas urbanas mais importantes, com 6 pistas de rolagem.



Antes da reconversão – parece familiar?


Depois de uma intensa discussão e gestão, em 1999 se promove a recuperação urbana de toda extensão deste canal pela prefeitura de Seul. Isto porque se percebeu a importância deste rio para a manutenção do ecossistema urbano e que esta recuperação melhoraria a qualidade de vida dos cidadãos. As obras começaram em 2003.



Foi um dos projetos mais caros e ambiciosos da historia da Coréia do Sul, com um custo de $384 milhões. O projeto consistia em derrubar as autopistas e construir um grande complexo paisagístico, de 400 hectares, 8 quilômetros de comprimento e 80 de largura, com a total recuperação das águas do rio.

O custo mais alto do projeto foi a eliminação dos quilômetros de concreto existentes e, logo a seguir, a reconstituição do cause natural do rio. Foi necessário um bombeamento de 120.000 toneladas de água, a partir do rio Han até o antigo Cheonggyecheon, alem da purificação dos solos e da própria água, dando inicio ao processo de reconversão do sistema natural do cause.


Atualmente, depois de totalmente recuperado, o lugar recebe mais de 90.000 visitantes por dia e a cidade percebeu os benefícios ambientais da transformação. A contaminação do ar diminuiu de 74 microgramas por metro cúbico para 48 e os efeitos de esfriamento com a corrente de água aberta significou uma diminuição de 5°F, se comparada com outras zonas. A fauna também se incrementou, com uma variedade de espécies 5 vezes maior que antes.

Alem dos benefícios meio ambientais, a cidade também se viu favorecida por esta transformação, já que se diminuiu muito o uso de automóveis individuais e se favoreceu o uso de outros meios de locomoção. Hoje o Cheonggyecheon é um importante espaço publico para as pessoas e continua atuando como recordatório sobre os benefícios de promoção de mais espaços públicos e verdes dentro das cidades, que poderia servir de modelo para outras cidades do mundo, com problemas semelhantes; como o Elevado Costa e Silva de São Paulo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s