Parque Linear do Rio Verde – Davis Brody Bon Aedas

praça-águas

Por entre a “zona dos becos” na Vila Madalena, em SP, passa o Rio Verde – hoje canalizado. Seu trajeto completo cruza áreas sujeitas a enchentes e, ao mesmo tempo, bastante densas. Para ajudar na drenagem da água da chuva e favorecer a circulação de pedestres e ciclistas, a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente contratou, em 2010, a filial brasileira do escritório norte-americano Davis Brody Bond Aedas para projetar um parque linear acompanhando a várzea do rio. O resultado é o Parque Linear do Rio Verde Vila Madalena.

Projeto-parque-linear-rio-verde-2

Em alguns pontos, o parque se abre e transforma áreas antes subutilizadas em espaços para lazer, esporte e usos culturais. Mas, o maior destaque do parque – que será financiado pelo consórcio Via Amarela como compensação pelas obras do metrô – é a parceria com a ONG Aprendiz, que durante o desenvolvimento do projeto, promoveu reuniões com os moradores do bairro para saber o que eles pensavam e almejavam da construção. Entre as principais reivindicações dos moradores, seguidas à risca pelo Aedas, estavam: pistas de skate, árvores frutíferas, brinquedos educativos, informações em braile e esculturas.Outro destaque é que todo o passeio se configura por um sistema de calçamento permeável, sem arestas, e, jardins de chuva, jardineiras e espelhos d’água ajudam na formação da grande superfície “drenante”. O desenho é, ao mesmo tempo, uma metáfora do antigo leito do rio e uma grande máquina drenante.

beco-do-batman

Os grafites, marca registrada dos becos por onde passa o rio, são mantidos e completam a ambientação do novo parque.O único revés dessa intervenção é a possibilidade de ser utilizada pela especulação imobiliária, crescente na região, causando a demolição de diversas casas remanescentes da primeira urbanização do bairro que ainda sobrevivem nessa área. Talvez a proposta poderia ser complementada com um plano de preservação da memória do bairro, integrando essas antigas residências que caracterizam a Vila Madalena, tentando evitar o risco de uma verticalização desenfreada na região.

Fonte: arq!bacana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s