Diário de Viagem de uma Arquiteta: Milão!

Caros leitores do querido Ensaios Fragmentados,
Eu sei eu sei… Falei que meu editorial sobre viagens seria algo mensal e que começaria por Paris…
Mas não deu! Ando super ocupada e não consegui sentar e escrever, porque escrever sobre Paris não é tão simples, não é mesmo? Além disso, parte das minhas fotos estão em outro computador que está no Brasil e aí fica complicado (eu moro atualmente em Madri)…
Por isso, resolvi escrever sobre Milão!! Olha só, nesse ano fui para lá 3 vezes, mas por períodos curtos, tipo 3 dias em média. Isso porque estou tirando minha cidadania e fui lá resolver as coisas de papéis e tal… Mas como é um lugar que fui recentemente estou com as fotos aqui!!!
Pois é! Eu já conhecia algumas cidades da Itália, mas não Milão. Quando estava de intercâmbio na faculdade de Arquitetura na Espanha em 2006 (o chamado Erasmus) fui com a minha mãe e tia como a segunda parte da minha viagem final de 42 dias… Nos meses de junho e julho de 2006 fiz uma viagem por várias cidades da Europa. A primeira parte com amigos e a segunda parte, que começou na Itália, com minha mãe e tia.
Vocês devem imaginar que depois de 20 dias viajando tipo mochilão com amigos, nada melhor que encontrar com a minha mãe que tomaria conta das minhas coisas e das malas e, principalmente, que, com ela, eu dormiria em hotéis!! Hahaha, parece super menina mimada, não é mesmo? Eu sei, não era esse tom que eu queria dar… Mas realmente cansa viajar 20 dias com uma mala nas costas e dormindo pouco e mal em albergues, mas tudo vale a pena!!
Nessa viagem pensamos em passar por Milão no último dia, por pelo menos 1 dia. Uma amiga estava fazendo intercambio lá e seria legal encontrar com ela! Mas não deu… O trânsito italiano nos prendeu e só conseguimos chegar até o aeroporto de Malpensa!
Ahhhh o trânsito italiano. Isso é algo que vimos em Milão nessas viagens que fizemos esse ano. Fui com o Diego e não acreditávamos no que víamos: estacionar em cima da calçada, com o carro no sentido contrário, em fila dupla, ou de milhões de outras maneiras que no Brasil seriam motivo para multas de 1000000 pontos é algo super comum e corriqueiro! Mas o trânsito em si, com o carro em movimento, não é tão ruim. Dirigi por lá e fomos de carro para alguns cantos e não chega nem perto do transito de São Paulo. Acho que para os paulistanos, qualquer trânsito é fichinha perto no que acontece em Sampa…
Essa foto não é minha, porque esqueci de tirar foto da locura dos estacionamentos!
Mas vamos falar de coisas mais interessantes! Eu realmente não esperava muito de Milão quando fui a primeira vez… A maioria das pessoas que me falavam de Milão me diziam que não tinham gostado, que era uma cidade muito grande e sem tantos atrativos como Roma, Florença ou Veneza! Pois para mim, foi totalmente diferente!!
Primeiro,  Milão como “cidade grande”? Isso não funciona também para uma paulistana. Cidade grande é São Paulo, Cidade do México, Nova Iorque, Londres… Milão é uma cidade média!
Quanto aos pontos turísticos… Realmente não tem tantos pontos como outras cidades italianas, mas para mim isso é uma vantagem absurda (sou arquiteta mesmo?)!! Primeiro que muitos turistas e tantos flashes fazem com que a cidade pareça meio artificial, não acham… Milão pareceu, para mim, muito autêntica!
Logicamente que existem pontos turísticos como a Catedral e a Galeria Vittorio Emmanuele II no centro ou o Castelo Sforzesco, mas o legal de Milão é ir caminhando e descobrindo espaços. De fato, uma das coisas que mais me chamou a atenção foram os pátios internos das quadras com edifícios residenciais!!
São construções antigas e tão bem feitas, que os pátios internos têm tanta qualidade que me fez pensar que os apartamentos voltados para esses pátios são mais legais que os voltados para a rua! E olha que sou fã da Jane Jacobs!! Mas os pátios costumam ser amplos, com jardins e a estrutura do térreo com arcos feitos em pedra… e sem o ruído da rua!! Não parece melhor??
Outra coisa que aprendi em Milão foi a comer sorvete! Ouvia dizer que o sorvete italiano era fantástico, mas me parecia esse tipo de coisa que todo mundo fala, meio exaltando demais… um pouco marketing! Porém é verdade! Não sei o que os italianos fazem, mas é algo fora do normal! É tão cremoso, com um gosto tão autêntico e ainda o calor que fazia da última vez que fomos… parecia que tinha sido feito por anjos! Ou seja, se você for para Itália e não comer sorvete, você não foi para Itália!
Conhecemos a estação central de trens de Milão, edifício singular e super bonito, na primeira vez que fomos. Fizemos a besteira de pagar 10 euros menos na passagem e ir de Ryanair… Besteira porque paramos em Bergamo, não Milão, e tivemos que pegar um ônibus de 1 hora até a estação central de Milão… e como era mais de meia noite, já não havia metro aberto… ou seja, táxi até o hotel! O barato sai caro não é??
Primeira dica a viajantes low cost: veja se vale a pena ir para um aeroporto mais afastado, porque você terá que arcar com outros meios de transporte para chegar ao centro da cidade. Se você for para um aeroporto principal (normalmente uma passagem um pouco mais cara) eles costumam ter transporte público integrado! Muito melhor! Por isso, nas outras duas vezes fomos pela Easyjet e paramos em Malpensa!
Bom, falando de comida… Ouvi dizer que os italianos não tem o costume de fazer tudo super bem, mas quando resolvem fazer algo bem, são os melhores! Isso acontece com a comida!!! Da onde eles tiraram esses menus?? A massa realmente é fora de sério. É algo que vale a pena gastar dinheiro em Milão (que não é uma das cidades mais baratas que eu conheci, mas também não tão cara).
Para esse tema tenho uma dica especial! Estávamos Diego e eu caminhando perto do hotel para achar uma pizzaria. Vou falar que não é tão fácil encontrar pizzarias em Milão… normalmente se encontra pizzas por pedaços em bares de comida rápida, que estão gostosas mas não é como sentar em um restaurante. Até que nos deparamos com um restaurantinho de massa, que inclusive vendia a massa por kilo para levar e cozinhar em casa.
O nome não é lá tão italiano…Pasta-Eat na Viale Premuda. Vale super a pena! Um prato já mata sua fome e a massa está espetacular!! Nos pedimos também a água com gás que é outra coisa que na Itália é melhor que qualquer outro lugar…
A dica veio de um casal de amigos, ele italiano e ela brasileira, que disseram que a água com gás na Itália vem naturamente da fonte! Como?? Sim, a água natural da fonte já é um pouco gaseificada, ou seja, não se adiciona o gás depois… Isso faz toda a diferença! O gosto é super suave e mata super bem a sede!!!
Quanto a hospedagem, como eu disse anteriormente, ficamos em hotéis. A média de preço nos hotéis do centro é de 50 euros a noite para um casal! Não é tão barato… Sobre albergues eu não sei, mas se pode pesquisar. O melhor site de albergues para mim (e também para alguns hotéis) é o www.hostelword.com. Lá você pode escolher vários critérios e escolher o albergue de acordo com o seu estilo, mas olhe também os comentários do pessoal que já foi!! Porque as vezes a nota que tem um albegue não é tão verdadeira… contarei essa história quando falar de Nápoles!!
Ufa, acho que é isso! Se você quiser mais informação sobre Milão, envie um email para ensaiosfragmentados@gmail.comou publique um comentário que seguramente te responderei como puder!
Já que falei de Milão nesse post, o próximo será sobre Como e seu incrível lago… Uma cidadezinha há 1 hora de trem de Milão!! Linda!
Até a próxima,

Uma resposta para “Diário de Viagem de uma Arquiteta: Milão!

  1. Querida Arquiteta sou de Milao e moro em Vitoria Es …realmente Milao de destaca pelo design e urbanismo e vale a pena ressaltare que mesmo "cidade de tamanho medio " camparando com grandes metropolies mundiais como Sampa e NYC o Londres e' uma cidade que pensa Grande…sacou????Esatamente como as grandes metropoles mundiais…para mim e' a cidade mais CHIC do mundo ( e vc pode confirmar,ne'?) onde ate'o garcom do cafe' da esquina e'super bem arrumando….Se voltar para Milao vc pode me escrever que eu te indico lugares p conhecer (dentro e fora de Milao) restaurantes p comer muito bem e coisas p ver . Eu vou p Milao geralmente uma vez por ano em junho ou julho. AbraçosSimone Sr. : ung4all@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s