Ateliê Público Brasis

O processo de recuperação de espaços degradados, desenvolvimento do estabelecimento e manutenção de nossa cultura tem início nas mãos das crianças e adolescentes. Foi aplicada, na cidade de São Paulo a primeira iniciativa do Instituto Brasis, com o objetivo de transformar uma escadaria de acesso entre ruas, antes degradada e abandonada, em um laboratório educativo e social para desenvolvimento e produção da arte pública, envolvendo moradores de cortiços e invasões, crianças e adolescentes próximas ao micro ponto.

Captura de Tela 2013-04-25 às 20.58.47.png

Todas as idéias propostas e discutidas na escadaria ecoam para nas escolas da região e nos espaços habitados pelos envolvidos no projeto, gerando uma teia de informações e colaboradores. Pais, parentes, professores e idealizadores de outros projetos se juntam em torno da temática aplicada nas escadarias do Cambuci.

Captura de Tela 2013-04-25 às 20.58.27.png

“O micro planejamento urbano e as cores e formas infanto-juvenil. Todo processo de recuperação de espaços públicos degradados, desenvolvimento, estabelecimento e manutenção da Cultura de Paz têm o início dado pelas mãos das crianças e adolescentes.” Jeff Anderson

O ponto de encontro é formado no local, para todo o tipo de discussões e aplicabilidade de questões que cada um tem como ideais para a cidade. Nenhum dos desenhos feitos através do consciente das crianças e adolescentes presentes no projeto tem uma praça, parque, bicicleta ou vegetação. Há apenas prédios, ruas e carros. Isto nos leva a perguntar que, se queremos uma nova cidade, acreditamos que devemos começar a imaginá-la  da melhor forma possível, na fase mais importante do homem.

Captura de Tela 2013-04-25 às 20.59.24.png

“Depois de concretizamos os desenhos, discutimos quais as problemáticas envolvidas caso a cidade representada nas paredes da escadaria fossem construídas com tijolos e cimento. É com a figuração que conseguimos visualizar a problemática habitacional, de transporte e de saúde da metrópole São Paulo, por exemplo.” Jeff Anderson

Vale lembrar que no topo da escadaria há um ponto do Pedal Social, onde bicicletas são disponibilizadas gratuitamente para a mobilidade dos mesmos moradores ao trabalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s