Tarifa Zero / Lúcio Gregori

tarifanao

A palestra abaixo aconteceu na última quarta-feira (19) – na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP – com o ex-secretário dos transportes no governo da Prefeita Luiza Erundina, Lúcio Gregori.tarifa zero O engenheiro falou sobre o projeto Tarifa Zero, Movimento Passe Livre, Mobilidade e desenvolvimento Urbano.

Veja o texto publicado na Brasil de Fato no dia 11/06/2013:

As manifestações, a tarifa e a política

O MPL e os demais movimentos, com as manifestações e a respectiva repercussão, trouxeram a questão dos transportes coletivos para onde deve se situar, ou seja, no campo da política

Lúcio Gregori,

As manifestações promovidas pelo MPL e diversos outros movimentos e setores da sociedade civil contra o aumento das passagens dos transportes coletivos em São Paulo precisam ser entendidas em todos os seus aspectos.

Não se tratou de uma manifestação pontual contra o recente aumento das tarifas, que foram reajustadas abaixo da inflação por fator conjuntural e não por uma política tarifária permanente.

Foi uma manifestação para trazer à tona a discussão sobre a política de transportes públicos em geral e, particularmente, sobre a política tarifária, como se depreende das palavras de ordem e das entrevistas dos manifestantes.

Não se tratou de uma manifestação de jovens estudantes e de não trabalhadores, e/ou de pseudo -revolucionários com atitudes de vandalismo, numa postura de contestação a tudo que é autoridade ou instituição. Essa é uma versão, uma narrativa, de quem quer, por qualquer razão, desqualificar o acontecimento.

O MPL e os demais movimentos, com as manifestações e a respectiva repercussão, trouxeram a questão dos transportes coletivos para onde deve se situar, ou seja, no campo da política. E, nesse campo, o financiamento da tarifa como questão central para efetivamente tornar o transporte público e de acesso universal, bem como torná-lo competitivo com os modos individuais motorizados, que respondem pelos insuportáveis congestionamentos na cidade. Congestionamentos cotidianos e sistemáticos, e não como o eventualmente provocado pela manifestação, este sim pontual.

Numa democracia são legítimas as disputas políticas pelos recursos do Estado, e as manifestações nada mais estão fazendo do que disputar mais recursos para o financiamento da tarifa e, no limite, o subsídio total, a tarifa zero, como acontece na saúde, na educação e na segurança públicas.

O momento político é riquíssimo a partir das manifestações. Se houver uma conjugação de pressão, debate e propostas, poderá transformar definitivamente a questão da mobilidade urbana, tirando-a do cantinho das propostas técnicas de BRTs, VLTs, MONORAILs ou propostas associadas a megaeventos, para trazê-la para o campo da política e das políticas públicas, retomando a questão da participação popular nas decisões.

As manifestações abrem espaço para reflexão e ações políticas. Ações como o estabelecimento de políticas permanentes de forte financiamento das tarifas, aí incluídas reformas tributárias nos vários níveis de governo; a inclusão dos transportes coletivos urbanos e metropolitanos como direito social no artigo sexto da Constituição Federal; até um novo entendimento sobre a participação popular e democracia direta.

Reflexão que não pode deixar de ser feita é que, por incrível que pareça ou não tanto, quem está abrindo essa fantástica discussão são jovens de todas as idades, que estão formulando uma pauta política, quando se procura desqualificá-los seja pela questão da maioridade penal, seja por não serem “ trabalhadores”, seja por não se atrelarem aos padrões clássicos de hierarquização ou de organizações partidárias de esquerda ou direita, como nas tradicionais disputas de poder.

As autoridades devem, sim, dialogar e debater com os movimentos, aprendendo com eles os novos caminhos possíveis, pois não se faz isso apenas na época de eleições mas, sobretudo, no exercício do poder.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s