Residencial Corruíras / Boldarini Arquitetura e Urbanismo

IMG_2847B

Arquitetura: Boldarini Arquitetura e Urbanismo + Centro Arquitetura (Projeto Executivo)
Localização: Jabaquara, São Paulo – SP
Data de Projeto: 2008
Data da entrega da obra: 08/2013
Área do Terreno: 11.227,00 m²
Área Construída: 21.404,81m²
Realização: Prefeitura de São Paulo – Sehab
IMG_2812B

IMG_2788BO Conjunto Habitacional Corruíras, projetado pelo escritório Boldarini Arquitetura e Urbanismo, faz parte da Operação Urbana Consorciada Águas Espraiadas na região sul da cidade de São Paulo – uma parceria com a Secretaria de Habitação (Sehab/PMSP) e com a verba da venda de Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs).

IMG_2796BO Residencial irá fazer parte do futuro parque linear projetado pelo Paulo Bastos ao longo do Águas Espraiadas (atual córrego que é ocupado nas suas margens por moradias irregulares, a Avenida Jornalista Roberto Marinho e a futura linha do Monotrilho).

IMG_2840B

Com 244 unidades habitacionais de 48,5m² – dois quartos, sala, banheiro, cozinha, lavanderia e uma pequena sacada – Corruíras é dividido em dois blocos semelhantes com acessos de duas ruas com um desnível de mais de 20 metros entre elas.

IMG_2843B

IMG_2906B

Todas as famílias pertenciam a favela Minas Gerais que ocupa o terreno vizinho e foi desocupado em função das obras da Linha Ouro do Monotrilho.

IMG_2886BO Residencial Corruíras segue a linha do Jardim Edite – retratado anteriormente aqui no site – uma habitação popular com uma boa arquitetura e pensados para a melhor qualidade e conforto do público final. Os dois fazem parte da mesma Operação Urbana e contam com uma localização privilegiada – Corruíras fica a menos de 10 minutos da estação Jabaquara do Metrô.
Junto com esses dois bons exemplos, surgiram outros empreendimentos de Habitação de Interesse Social (HIS) liderados na época pela Elisabete França na superintendência de habitação social da Secretaria de Habitação da Prefeitura de São Paulo (Sehab), que ‘fogem’ do conceito que foi induzido durante gestões de um “caixote” para a população de baixa renda que era reproduzido em qualquer situação sem qualquer preocupação com o padrão de qualidade dos futuros moradores.

IMG_2892B
O Conjunto Habitacional Corruíras se desenvolve por um grande pátio central e as habitações em sua volta – distribuídos ao longo de corredores e passarelas metálicas amarelas – garantindo uma boa insolação para todas as unidades e uma considerável transparência por toda a edificação – fazendo uma releitura das varandas das casa brasileira.

IMG_2889BOs caixilhos (acima da pia) tipo escotilha, as disposição das moradias e os espaços de circulação é uma busca por um convívio entre seus habitantes que serão os responsáveis por ‘dar vida’ ao local e se apropriar do espaço.

IMG_2879BA distribuição das moradias foi outra importante conquista dos gestores e principalmente dos próprios moradores, representados pelos líderes comunitários – em que foram agrupados famílias que já tinham uma aproximação de convívio ou parentesco, famílias mais numerosas nos pavimentos inferiores, deficientes no nível da rua superior e pessoas com problemas de saúda nos apartamentos de frente para rua que possui um hospital.

IMG_2867B

IMG_2870B

 

Fotos e matéria retirados na conversa com Marcos Boldarini no local durante o Curso Arquitetura Paulistana da Escola da Cidade (Organizado por Marco Artigas).

g402960 g402961 g402962 g402963 g402965

Uma resposta para “Residencial Corruíras / Boldarini Arquitetura e Urbanismo

  1. Pingback: RESIDENCIAL CORRUÍRAS – TEORIA URBANA I·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s